Projeto em Campo Largo usa a arte para transformar

TETEAR TECH NA MÍDIA

Noticia inserida no dia 30/09/2019 por [Tetear]

Projeto em Campo Largo usa a arte para transformar

Ao longo de seus 800 metros, a Avenida Bom Jesus, em Campo Largo, apresenta um cenário dominado por pequenas residências, algumas indústrias, supermercados e mecânicas. Há, contudo, um muro que destoa nesse ambiente um tanto cinzento. Com seu colorido, é o principal indicativo de que ali, logo ao lado de um cemitério, fica um espaço de transformação.
É que desde o início deste ano a Escola Municipal Monsenhor Ivo Zanlorenzi tem trabalhado em conjunto com a produtora Parabolé Educação e Cultura, que implementou na instituição o Tempo de Temperar Arte (Tetear). Em sua sexta edição, o projeto leva aulas de teatro, dança, artes plásticas e circo para escolas do município, tendo atendido cerca de 2,2 mil crianças desde sua criação.
No caso da escola citada, a oficina em andamento é a de artes plásticas, ministrada pelo professor Toto Lopez e que ajuda os jovens a explorarem a criatividade e a valorizarem a consciência ambiental por meio do desenvolvimento de habilidades artísticas e o aproveitamento de materiais recicláveis. O verdadeiro objetivo do projeto, contudo, vai muito além da arte.
Com o projeto, conseguimos levar arte de qualidade para zonas de vulnerabilidade, e fazemos iso para valorizar o humano, o ser pessoa, como uma ponte para potencializar as qualidades deles, afirma Carlos Moreira. Aqui o ensino não é de cima para baixo, estão todos no mesmo nível, contribuindo. Vai muito além da arte, é o aspecto humano, comportamento, ser uma pessoa boa, agradável com o colega, complementa Toto.
Mudanças
Ao longo do ano, foram muitas as mudanças que os funcionários da Escola Monsenhor Ivo Zanlorenzi perceberam entre os alunos. A diretora Elaine Ribeiro, por exemplo, nota um maior cuidado para com as parede se demais patrimônios da escola, além de uma melhora na concentração dos alunos.
Os outros professores até tem um pouco de ciúmes dos professores da oficina, pela conexão que eles estabelecem com as crianças, mas é algo positivo, que estimula todos a buscarem fazer melhor, comenta a diretora. As crianças também começam a convidar os pais para vir até aqui, ver os trabalhos. E eles estão aparecendo, a comunidade está se envolvendo mais, completa.
No começo é complicado, mas aos poucos vamos pegando a manha de cada um, fazendo fluir de acordo com o nível deles. E essa linha de trabalho é boa porque possibilita ainda que eles saíam da escola e possam, por exemplo, visitar museus, porque vão ter foco para acompanhar tudo e depois ainda discutir, explica Toto.
Para além dos muros escolares, contudo, a transformação também é profunda. Trabalhamos muito a questão da autoestima deles também. E eles começam a perceber que se podem fazer isso na escola, também conseguem fazer em casa, o que acaba também transformando o espaço em que eles estão.
A pintura do muro externo da escola, inclusive, acabou se tornando um acontecimento importante para a comunidade. Tanto que enquanto os alunos e o professor faziam a pintura, quem passava de carro buzinava, quem passava a pé já aproveitava para tirar uma foto. Virou um chamariz na comunidade e com isso quebramos o paradigma do muro. É como derrubar um muro de Berlim, disse Toto Lopez.
(O resultado da) As pinturas foram muito além da expectativa, trouxe alegria para a escola. E é tudo eles que fazem, as ideias são deles, eu só vou estimulando. E até agora ninguém pichou, o que mostra o respeito, finaliza.
SERVIÇO
TETEAR - Tempo de Temperar Arte
O que é: Um projeto criado pela produtora Parabolé Educação e Cultura que leva aulas de dança, percussão, artes plásticas, teatro e circo para escolas em regiões de vulnerabilidade social do município de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba
Como funciona: A cada ano, escolas de Campo Largo recebem uma das oficinas ofertadas pelo Tetear. Sempre que possível, o trabalho é continuado no ano seguinte, com a instituição recebendo uma oficina diferente.
Telefone: (41) 3027 5821
E-mail: contato@parabole.com.br
Como ajudar: O projeto depende do patrocínio de empresas que contribuem através da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet. Desta forma, direciona recurso de imposto, sem onerar a empresa. Neste ano, o projeto conta com o patrocínio da Caterpillar Brasil e apoio da Cocel. O TETEAR 2018 está apto para captação e conta com o incentivo das empresas para viabilização.
Fonte: https://www.bemparana.com.br/noticia/projeto-em-campo-largo-usa-a-arte-para-transformar#.XZIquEZKjcs